domingo, 17 de abril de 2011

Beleza exótica


Já ouvi dizerem algumas vezes que eu tenho uma beleza exótica. Não me lembro de quem. No início, achava o elogio muito interessante, afinal ser exótico é ser diferente, é ter uma beleza fora do comum, fora dos padrões; beleza única. Até que um dia eu me despertei para o real significado da palavra "exótico" ao consultá-la em dicionário:

Exótico: Esquisito, extravagante, estranho.

Tudo veio por água abaixo. Minha beleza é esquisita, extravagante e estranha! Depois disso, passei a me sentir um retrato cubista de Picasso, com um olho em cima, outro embaixo, nariz fora do lugar. Valioso, porém com uma imagem toda desmontada, desengonçada. Ou então um mico selvagem raro e colorido. Ou ainda integrante da banda Restart ou a própria Lady Gaga. Eles são exóticos!


Quadro de Picasso. Exótico!


Lady Gaga. Exótica!

Eu tenho a impressão de que quando alguém diz que você tem uma beleza exótica, não significa que você seja necessariamente bonito, mas sim que você consegue ser um tantinho atraente por ser esquisito. Atraente no sentido "po, você é estranhão, chama a atenção, dá vontade de ficar te reparando de tão bizarro", e não no sentido sexual.

Tenham muito cuidado com essa coisa de beleza exótica, ok? Exótica é a senhora sua mãe.

Nenhum comentário: